TotalEnergies e CNOOC tomam decisão final sobre projeto petrolífero de US$ 10 bilhões em Uganda e Tanzânia

A TotalEnergies (TTEF.PA) e sua parceira China National Offshore Oil Corporation chegaram a um acordo com Uganda e Tanzânia para investir mais de 10 bilhões de dólares no desenvolvimento da produção de petróleo bruto na África Oriental, disse o grupo francês em Terça-feira.

“Em nome dos parceiros da joint venture e… TotalEnergies, declaro a decisão final de investimento para o projeto de desenvolvimento do Lago Albert”, disse o presidente-executivo da TotalEnergies, Patrick Pouyanne, em uma cerimônia para anunciar o plano de transmissão na televisão.

O projeto cobrirá o desenvolvimento de campos de petróleo, instalações de processamento e uma rede de oleodutos em Uganda, além de um oleoduto de exportação através da Tanzânia para transportar petróleo bruto de Uganda para um porto no Oceano Índico. Uganda descobriu reservas de petróleo bruto perto de sua fronteira com a República Democrática do Congo em 2006, mas a produção foi repetidamente adiada por divergências entre o governo e as empresas petrolíferas sobre impostos e estratégia de desenvolvimento e falta de infraestrutura.

A TotalEnergies disse em sua conta no Twitter na terça-feira que o anúncio significava um compromisso das empresas petrolíferas de investir mais de US$ 10 bilhões no projeto. “Este marco nos coloca no caminho para o primeiro petróleo em 2025”, disse a ministra de Energia e Desenvolvimento Mineral Ruth Nankabirwa Ssentamu em um discurso antes da assinatura.

Cerca de 160.000 empregos devem ser criados durante o desenvolvimento do projeto, disse Ssentamu.
No mesmo evento, a TotalEnergies também assinou um memorando de entendimento com Uganda para colaborar em “projetos de desenvolvimento de energia renovável em grande escala”, disse a secretária permanente do Ministério da Energia, Irene Bateebe.

Sob esse acordo, a TotalEnergies desenvolverá projetos de energia solar, eólica, geotérmica e outras tecnologias renováveis ​​com uma capacidade combinada de produção de eletricidade instalada de 1 gigawatt até 2030. Uganda atualmente tem capacidade de geração de cerca de 1,2 GW.

Os geólogos do governo estimam as reservas brutas de Uganda em 6 bilhões de barris, enquanto o petróleo recuperável é estimado em 1,4 bilhão de barris.

Source: reuters