Gana se tornará o primeiro importador de GNL na África Subsaariana

Em uma tentativa de desenvolver a geração de energia a gás, Gana deve se tornar o primeiro importador de gás natural liquefeito (GNL) da África Subsaariana, com o terminal Tema LNG pronto para receber sua primeira carga no final do primeiro trimestre de 2021. Isso aumentará as importações do país da Nigéria por meio do Gasoduto da África Ocidental.

O terminal Tema LNG, com capacidade para importar 1,7 milhão de toneladas métricas por ano de LNG, é controlado pela Helios Investment Partners e Africa Infrastructure Investment Managers. O terminal tem um navio de regaseificação flutuante dedicado, com um navio de armazenamento de GNL separado.

“O terminal em Tema estará mecanicamente pronto para operação plena no final de março”, citou o porta-voz do projeto S&P Global Platts. “Estamos aguardando que a Shell, o fornecedor, e a GNPC como offtaker decidam e confirmem a data de entrega da primeira carga que chegará ao terminal”, acrescentou.

A Shell, major do setor de petróleo e gás, fornecerá GNL sob um contrato de longo prazo, tornando-se a primeira fornecedora de GNL para Gana. A Reganosa – empresa de transmissão e regaseificação – vai operar e manter o terminal e um duto de 6 km.

Source: AfricaOilandPower

Leave a Reply