Gabão: Asonha Energie e Sinohydro assinam contrato turnkey para hidrelétrica

A Asonha Energie assinou na terça-feira um contrato chave na mão com a empresa chinesa de engenharia e construção Sinohydro para o desenvolvimento da barragem hidrelétrica Kinguélé Aval de 35 MW. Localizado no rio Mbei, a aproximadamente 100 km de Libreville, o projeto vai gerar 205 gigawatts-hora de energia limpa por ano, o que equivale a 13% do consumo atual de eletricidade na capital.

A assinatura do contrato de Engenharia, Aquisição e Construção segue-se à anterior adjudicação do concurso à Sinohydro em setembro. Atuando como uma joint venture entre o Fundo de Investimentos Estratégicos do Gabão (FGIS) e o Fundo Meridiam, a Asonha Energie representa a primeira Produtora Independente de Energia do país. Em agosto, a empresa recebeu um empréstimo de US $ 51,5 milhões da International Finance Corporation para a construção da barragem, representando um terço dos custos totais do projeto.

Além de impulsionar a capacidade elétrica instalada na região com o objetivo de eletrificar as comunidades rurais, a barragem estimulará o crescimento econômico por meio da aquisição local de bens e serviços de empresas nacionais. Além disso, a construção do empreendimento – com início previsto para o final do ano – vai gerar mais de 700 empregos.

“A missão do FGIS é ser o catalisador para uma transformação estrutural e duradoura da economia do nosso país, em particular no contexto de recuperação econômica resultante da crise do COVID-19”, disse Akim Mohamed Daouda, Diretor-Geral do FGIS . “Ao investir em setores-chave como saúde, educação e energia, queremos contribuir para o bem-estar da população gabonesa. Kinguélé Aval é o primeiro de uma longa série de projetos estruturados e inovadores que irão participar do crescimento e do desenvolvimento econômico e social do Gabão e melhorar o acesso à energia limpa para todos ”.

O primeiro comissionamento da barragem hidrelétrica está previsto para 2023.

Fonte: Africa Oil and Power

Leave a Reply