Moçambique: VALE adia planos de manutenção

A mineradora brasileira Vale anunciou que está adiando planos para a manutenção de suas plantas de processamento de carvão em Moçambique, devido ao impacto da pandemia de Covid-19.

Um comunicado de imprensa da subsidiária moçambicana da Vale disse que revisou seus planos de negócios para a mina de carvão a céu aberto em Moatize, na província ocidental de Tete, e decidiu adiar os planos de manutenção.

“Devido às incertezas decorrentes da pandemia, a Vale está retirando suas orientações para a produção de carvão em 2020 e não pode fornecer novas orientações no momento”, afirmou o comunicado.

Apesar do impacto do Covid-19, a produção de carvão em Moatize realmente aumentou no primeiro trimestre deste ano. A Vale avalia a produção de janeiro a março em cerca de dois milhões de toneladas, 4,6% a mais do que no último trimestre de 2019.

Com base nesses números, a produção anual de carvão para este ano pode ser de cerca de oito milhões de toneladas – mas isso não leva em consideração a pandemia.

Além disso, a produção deve diminuir a partir de abril, simplesmente porque não há lugar para colocar o carvão. Tanto a mina quanto o porto mineral de Nacala-a-Velha atingiram os limites de sua capacidade de armazenamento de carvão, em grande parte devido a um forte declínio na demanda internacional por carvão.

A Vale continua perdendo dinheiro com suas operações em Moatize. Os resultados financeiros do primeiro trimestre indicam uma perda de cerca de US $ 238 milhões, atribuída à redução de vendas e aumento dos custos operacionais.

“A empresa está avaliando continuamente o impacto da pandemia em seus negócios”, disse o comunicado, “e divulgará imediatamente qualquer impacto material adicional em suas operações”.

A Vale acrescentou que está comprometida em retomar e estabilizar a produção sob as mais altas condições de segurança, implementando ações para garantir a continuidade dos negócios e colaborando ativamente com a sociedade durante a pandemia.

Source: AIM

Leave a Reply