SANTOS E MITSUBISHI ASSINAM SPA PARA FORNECIMENTO DE GNL EM BAROSSA

Santos anunciou hoje que assinou um Contrato de Compra e Fornecimento de GNL de longo prazo (SPA) com Diamond Gas International Pte Ltd (DGI), uma subsidiária integral da Mitsubishi Corporation (Mitsubishi), para o fornecimento de GNL do projeto Barossa .

O SPA de longo prazo é um compromisso contratual para o fornecimento e compra de 1,5 milhão de toneladas por ano de LNG de ações da Santos de Barossa por um período de dez anos com opções de extensão, a um preço baseado no Platts Japan Korea Marker (JKM). Santos também tem opções para buscar outras transações de GNL por meio de flexibilidades comerciais negociadas com a DGI.

O Diretor Executivo e CEO da Santos, Kevin Gallagher, disse que o acordo com a DGI foi mais um passo significativo para uma decisão final de investimento em Barossa, que está prevista para o primeiro semestre de 2021.

“Barossa é um projeto de GNL brownfield globalmente competitivo e de baixo custo, fornecendo novo suprimento para um mercado de GNL cada vez mais restrito, onde o preço baseado em JKM é um marcador cada vez mais profundo, líquido e flexível para vendedores e compradores.

“Santos tem o prazer de estabelecer um relacionamento de longo prazo com a Mitsubishi, uma grande empresa japonesa com profunda experiência em GNL.

“O SPA oferece um acordo de offtake de LNG firme que representa mais de 80 por cento do volume de LNG de patrimônio de Santos do projeto Barossa em nosso nível de juros esperado de 50 por cento após a venda previamente anunciada para JERA, enquanto a indexação JKM fornece portfólio saldo aos nossos acordos existentes de offtake de GNL vinculado ao petróleo de GLNG e PNG LNG.

“Também representa a primeira venda de LNG de capital de longo prazo em Santos de um dos nossos principais projetos de LNG, demonstrando nossa capacidade de marketing para atender às necessidades dos clientes no mercado”, disse Gallagher.

O Vice-Presidente Executivo, CEO, Grupo de Gás Natural da Mitsubishi Jun Nishizawa disse que o acordo é um marco significativo para ambas as empresas e que criará uma relação mutuamente benéfica que envolverá não apenas o segmento de GNL, mas também várias outras oportunidades de negócios, incluindo iniciativas ESG em andamento frente.

O presidente e COO da DGI Gen Kunihiro disse que o acordo é um passo significativo para estreitar o relacionamento entre as duas empresas e vai contribuir para o fortalecimento da presença da DGI no mercado.

Além do SPA de longo prazo, a Santos e a Mitsubishi Corporation assinaram um Memorando de Entendimento para investigar conjuntamente as oportunidades de GNL neutro em carbono de Barossa.

Isso inclui colaboração em oportunidades relacionadas ao projeto Moomba de captura e armazenamento de carbono (CCS) de Santos, busca de GNL neutro em carbono, acordos bilaterais para créditos de carbono e potencial desenvolvimento futuro de hidrogênio com emissão zero.

O projeto Moomba CCS de Santos está pronto para o FID e terá a capacidade de armazenar de forma segura e permanente 1,7 milhão de toneladas por ano de CO2 no subsolo em reservatórios de gás natural esgotados, sujeito à aprovação do governo quanto à elegibilidade para Unidades de Crédito de Carbono australianas.

Santos detém atualmente uma participação operada de 62,5% na joint venture Barossa, juntamente com o sócio SK E&S (37,5%). Santos também é sócio da joint venture e operadora da Darwin LNG com 68,4% de participação.

A conclusão das vendas planejadas para SK E&S e JERA, anunciada no início de 2020, fará com que os interesses de Santos no Darwin LNG e no projeto Barossa mudem para 43,4% e 50%, respectivamente. As vendas estão sujeitas aos consentimentos habituais, aprovações regulatórias e FID em Barossa.

Fonte: santos news

Leave a Reply